http://www.institutozenmaitreya.org.br/2019/04/zen-shiatsu.html

quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

CURSO COM PROF JOAQUIM MONTEIRO

 



O quê: "O Satyasiddhishastra é uma das obras mais profundas, inovadoras e radicais na história do pensamento budista e sua influência nesta história é marcada por uma série de paradoxos que ainda não foram suficientemente elucidados. Ela não possui um original sânscrito nem uma tradução para o tibetano tendo sido preservada apenas na tradução chinesa de Kumãrajîva (343-413), mas sua influência no pensamento budista chinês e japonês é profunda e apresenta aspectos extremamente instigantes. Harivarman (séculos 3-4 da era comum) desenvolveu uma renovada perspectiva na filosofia budista através de uma rigorosa confrontação com as escolas Sarvãstivãda, Bahusrutya e Madhyamaka, Sua postura de pensamento se expressa ao mesmo tempo como extremamente inovadora e profundamente fiel ao pano de fundo da tradição. Existem aqui pelo menos dois paradoxos profundos a respeito de sua influência histórica. A escola dos Mestres do Satyasiddhi apresenta uma profunda  influência durante quase um século para ser descartada em função da  critica extremamente duvidosa desenvolvida por Ji-Záng (549-623 era comum) Na antiguidade japonesa esta obra foi estudada com profundidade, para ser também descartada a partir da Idade Média. No entanto, seu pensamento ressurge através da obra genial de Nakamoto Tominaga (1715-1746), o pioneiro dos modernos estudos budistas no Japão. A estrutura de seu pensamento é centrada em uma elucidação das Quatro Nobres Verdades a partir do conceito dos 5 agregados. Seu pensamento da impermanência radical presente na compreensão do surgimento e extinção instantâneos dos momentos de consciência e na negação dos dharmas incondicionados combina com uma compreensão não menos radical da "Ignorância" (Avidyã) como atividade do falso discernimento. Assim sendo, podemos concluir que o estudo desta obra se mostra extremamente importante no contexto de um Budismo brasileiro em busca de sua consolidação filosófica e de seu posicionamento ético face à sociedade." 


 Como: Serão 10 encontros on-line utilizando a plataforma ZOOM. 

 Contribuição: R$ 240,00

 Inscrições passo a passo:

 - Fazer pagamento de R$ 240,00, via depósito bancário, Banco Banrisul, agência 0032, Conta 39.069426.0-7 (conta POUPANÇA), Código do Banco para TED:041 - Dados: José Celso Aquino Marques, CPF 500.158.508-20, 

- ou PIX, chave de acesso: institutozenmaitreya@gmail.com, 

  em nome de José Celso Aquino Marques.

 - Enviar o comprovante para o e-mail: institutozenmaitreya@gmail.com.

 - Informando cidade, Estado e um contato de celular.

 - Aguardar a confirmação do recebimento do seu comprovante e confirmação

   de sua inscrição por email.


Observação: Os inscritos receberão um link para o acesso às aulas on-line, por email e

                       via  grupo no whatsapp.

Quando: De 11 de janeiro a  22 de março de 2021.

MESES

DIAS

DIAS

DIAS

DIAS

JANEIRO

11 18 25

FEVEREIRO

01 08 22

MARÇO

01 08 15 22

 Horário: Todas as segundas-feiras das 19h30 às 21h. As aulas serão gravadas

 e caso a pessoa não consiga assistir ao vivo, poderá assistir a gravação em 

 outro horário. As perguntas ao professor poderão ser feitas via Whatsapp

 e por email.

 

Ministrante: Professor Doutor Joaquim Monteiro

Currículo: Joaquim Antônio Bernardes Carneiro Monteiro possui graduação em psicologia pela Universidade Santa Úrsula.RJ (1983), Mestrado em Budismo chinês pela Universidade de Komazawa, Tóquio, Japão (1997) e Doutorado em Budismo chinês pela mesma Universidade. (2001). Foi pesquisador do Instituto de estudos da cultura budista da Universidade Doho, Nagoya (1988-2003), Ensinou no Departamento de estudos budistas da Universidade de Komazawa (2001-2003), lecionou língua japonesa no Departamento de japonês da Universidade I-Show, Kaohsiung, Taiwan (2003-2005) e foi bolsista da Capes e Professor visitante na Coordenação de Pós-graduação em ciências das religiões da Universidade Federal da Paraíba, UFPB. (2013-2017). Dedica-se atualmente à tradução da literatura do Abhidharma Sarvãstivãda preservada em Mandarim e de obras da filosofia japonesa moderna e contemporânea.


Cronograma: 

1) introdução 

2) A verdade da insatisfatoriedade (1) 

3) A verdade da insatisfatoriedade (2) 

4) A verdade da origem (1) 

5) A verdade da origem (2) 

6) A verdade da extinção. (1) 

7) A verdade do caminho (1) 

8) A verdade do caminho (2) 

9) A verdade do caminho (3) 

10) Resumo e conclusão. 

 

Bibliografia: 

 - Satyasiddhisastra of Harivarman VolII, English translation, Gaekwad´s Oriental Series, University of Baroda, Oriental Institute, Baroda, 1978. 

Joaquim Monteiro: 

- "Filosofia budista: uma breve introdução", Ensaios filosóficos, Volume XI, junho 2015, p.104-24, Issn, 2177-4994. 

- "As "duas verdades" na perspectiva do "Satya-siddhi-Sastra"; um contraste com a visão de Nãgãrjuna", Kriterion Revista de filosofia, Janeiro a Abril/2016, número 133, Filosofia e Budismo, p.85-103, Issn-0100-512-X, 2016. 

- "A escola de Kyoto e suas fontes orientais", Antonio Florentino Neto, Oswaldo Giacoia JR, (Orgs), editora Phi, 2017. 

  

  


Um comentário: