sexta-feira, 7 de abril de 2017

Instituto Zen Maitreya é inaugurado em Porto Alegre

Foto: blog O Pico da Montanha

O Instituto Zen Maitreya, coordenado pelo monge Seikaku (Celso Marques), foi inaugurado no dia 7 de abril de 2017 na Rua Riachuelo, 301 e 305, no Centro Histórico de Porto Alegre.

Foto: blog O Pico da Montanha
A cerimônia contou com a participação do Monge Ghensho e da Monja Isshin Sensei.

O Instituto Zen Maitreya é o novo espaço multicultural e de meditação, da comunidade Zen Budista de Porto Alegre. Conta com um espaço de prática lindíssimo o Zendo Diamante, sala de aula e atelier, uma biblioteca com mais de 8.000 livros. 



"Inspirado pela inauguração do Instituto Zen Maitreya no Centro Histórico de Porto Alegre, o blog de Jornalismo Ambiental da UniRitter entrevistou praticantes do budismo para compreender como esta religião oriental chegou até o Rio Grande do Sul e por que seus ensinamentos são quase um manifesto ecológico. 
Por Ana Paula Lima, Nathalia Kerkhoven e Thayane Lopes
Jornalismo Ambiental – Campus Fapa / Noite
Foto:blog O Pico da Montanha
Para Celso Marques, daqui a alguns anos Porto Alegre estará debaixo d’água, por conta da poluição no Guaíba. A população ainda não percebeu o tamanho da importância do rio. “Somente o ser humano faz coco na água que bebe”, protestou.

Seikaku San é o nome monástico de Celso Marques, que cultua o budismo. No seu Instituto, há oficinas de origami para Fukushima, no Japão, lugar onde ocorreu o segundo maior desastre nuclear, depois de Chernobyl, que contaminou grande parte da água e do mar. O significado e resultado desse trabalho é compreender que a natureza caminha junto com o ser humano, entrando em um conceito de ecologia profunda...." (matéria completa em: https://jornalismoambiental.uniritter.edu.br/?p=1864)

Nenhum comentário:

Postar um comentário